SOB MEDIDA – in Fworks

SOB MEDIDA

1

(RECORTE DA MATÉRIA PUBLICADA PELA REVISTA F. CULTURA DE MODA, EDIÇÃO #3 – MAIO 2011)

Por Hellen Katherine

No século XVI, os alfaiates do rei Luís XIV, tidos como os melhores da Europa, confeccionaram a roupa básica da realeza, composta de casaca, colete e culotes, tudo no mesmo tecido. Às três peças deram o nome de terno. Hoje, graças ao pioneirismo de Chanel e Yves Saint Laurent, a alfaiataria se apoderou das peças masculinas e femininas, indo, mais uma vez, de encontro às previsões de que a profissão de alfaiate teria prazo de validade.

A sobrevivência dos alfaiates em meio a gigante oferta do vestuário prêt-à-porter deve-se à marca de sua tradição. Roberto Geraldo Louzada, que trabalha na profissão em Juiz de Fora há 41 anos, acredita nisso. “O tecido e o corte serão exclusivos para a pessoa. É um trabalho muito minucioso, cheio de detalhes. Esse é o grande diferencial”.

????????????????????????

Roberto Geraldo Louzada, alfaiate em Juiz de Fora há 14 anos.

A criação de roupas sob medida é, de fato, a principal característica dessa arte, e que a torna insubstituível. Os alfaiates ainda são considerados os representantes do produto único e de qualidade. “A preparação da peça é muito importante. Ao confeccionar, é preciso observar o fio do tecido no corte, por exemplo. O comprimento deve seguir o fio, não se deve virar a trama do tecido. A costura deve ser perfeita”, explica.

Roberto conta que o número de alfaiates vem diminuindo, mas não apenas devido à escassez de aprendizes. “Houve uma transformação, o alfaiate hoje não serve apenas para confeccionar, mas para consertar também. Mais de 80% do nosso serviço aqui é de reparos e é isso que ajuda a segurar bastante a profissão” – conta, referindo-se ao seu ateliê – “Além disso, a indústria se desenvolveu e não fica a dever em nada às peças artesanais, porém, são produções em massa”, explica. Para Roberto, “a roupa sob medida não é valorizada como deveria no Brasil.”

Não é à toa que os alfaiates mais exclusivos e caros do mundo encontram-se na Europa, mais especificamente em Londres. A Savile Row Street é reconhecida por ser a rua das casas de alfaiataria mais tradicionais da Inglaterra, atendendo a clientes famosos há mais de dois séculos. A mais antiga possui 321 anos de existência. “A alfaiataria no exterior está mais ativa, principalmente pela aceitação e valorização que recebe”, diz Roberto.

….

Leia o texto completo aqui: www.fworksprodutora.com.br/f3
Anúncios

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s